30 de janeiro de 2008

Casar porquê?


Alguém me dá uma boa razão? Não há benefícios fiscais que o justifiquem! Nesse caso qual o interesse em casar? Gastar dinheiro na boda? Porque é um dia muito giro? Acho mais giro ver a minha conta com uns euros a mais.
Se o Estado não ajuda nada e se já nos encontramos a viver juntos e felizes, porquê?
Alguém me consegue ajudar e responder a isto?
Pode ser que a minha mente esteja muito deturpada e eu não veja a luz! Pede-se ajuda a todos (contabilistas incluídos).

2 comentários:

Vandinha disse...

Eh pah.... eu sou Gaja! Ok.... casar e tal, até pode ser um Sonho mas, neste momento é um daqueles sonhos bem longíquos que tenho e não faço força para o concretizar! Como dizes, não há beneficios fiscais portanto, casamento não compensa!!
Até porque para mim não faz sentido subir a um altar e prometer coisas que não sei se as conseguirei cumprir! Já sou casada com o Rui, vivemos felizes na nossa casinha, temos o nosso cão e em breve fazemos planos de encomendar o filho... portanto, casamento para quê? Ainda se a minha felicidade dependesse do Casamento.....

União de Facto é o que está dar! Se algum dia não der certo ao menos não tem problemas com papéis de divórcio!

Contudo... se o Luis te pedir em Casamento não digas que não!!!!! ehehehehehhe

Força nisso (seja lá o que fôr que vocês andam a pensar e que deixa as costas da Marisa lixadas)


Beijinho ****

Rutinha disse...

se vcs já entregam o irs juntos, então não há mmo vantagem (pelo menos financeira) em casar...a não ser q se pense nos presentes q se recebe, mas com o q se gasta no copo-de-água e afins nem vale a pena.
é certamente um dia bonito p recordar, especialmente se convidarmos pessoas q realmente gostamos.
eu apesar de nao fazer questao, tenho de admitir que foi um dia espectacular e senti-me mmo mto feliz. pior pior, foi qdo via os euros da conta a desaparecerem :S
mas podem sp casar sem grande aparato ou não? ir ao registo e fazer um jantar especial, não deve ser assim tão caro.
é uma decisao mto pessoal, nao há duvidas!